segunda-feira, 24 de maio de 2010

MERCADO DO VÔLEI

Maio é um mês de movimento fora das quadras de vôlei pelo Brasil. Longe das competições e com atletas concentrados com as seleções brasileiras, o agito fica por conta do mercado. Neste ano, o “efeito Cimed”, os investimentos do Vôlei Futuro e um novo clube dão o tom das negociações entre os times masculinos.
A Cimed, tetracampeã da Superliga, sofreu um desmanche. Já na reta final do torneio nacional, jogadores afirmavam que aqueles seriam os últimos jogos do time.Até agora, já saíram o ponta Thiago Alves, o central Lucão,o levantador Leandro e o líbero Mario Júnior. Para Chico Lins, gerente de esportes da equipe, os outros times queriam desfazer o clube catarinense.
“O mercado deu uma enlouquecida com o ‘efeito Cimed’. Enquanto lá fora as negociações deram uma retraída, por aqui, todos queriam os nossos jogadores para acabar com a nossa hegemonia. Eles vieram com tudo e quebraram a nossa base”, afirma Chico Lins. “Não somos uma equipe rica, não pagamos os melhores salários e não tínhamos como competir com algumas propostas”, explica. O central Lucão afirmou, que fechou com o Vôlei Futuro, onde a proposta que ele recebeu havia sido irrecusável financeiramente. Segundo Chico Lins, o jogador não queria deixar a Cimed e até chorou em sua despedida.
Para compensar, os catarinenses acertaram com Anderson, campeão olímpico em Atenas, e repatriaram João Paulo Tavares, que estava no Japão e Jardel, da Itália. “O time está fechado até porque não temos mais dinheiro. Apostamos nesses nomes e em Thales, da seleção juvenil, como o nosso líbero”, disse Chico Lins.
Enquanto a equipe catarinense perde grandes jogadores, o Sesi, de São Paulo, se reforça com atletas da seleção brasileira. O time de Giovane Gávio renovou com Murilo, Sidão e Thiago Barth e contratou Thiago Alves, Sandro e o líbero Escadinha. Esses atletas, com chances de jogar a Olimpíada de Londres, em 2012, têm contratos de dois ou três anos.
“Buscamos uma equipe equilibrada, que nos dará mais estabilidade no setor defensivo. Melhoramos o bloqueio e temos atacantes de bolas mais altas porque sabemos que jogar o tempo todo com a bola na mão não é fácil”, analisa Giovane. “Conseguimos uma equipe que pode-se dizer ideal”, resume Murilo. Parte do time já está treinando junto, sob o comando de Bernardinho na seleção brasileira. “Aqui temos quatro atacantes, eu e o Serginho no time brasileiro e isso é importante para um levantador, que demora um pouco a se entrosar com os outros. Quando voltarmos, não vamos precisar de período de adaptação”, fala Sandro, novo levantador titular do Sesi.
Outros times que acabaram entre os melhores na última Superliga também terão mudanças. O Bonsucesso/Montes Claros, vice-campeão em sua primeira temporada, perdeu diversos atletas, entre eles o ídolo Lorena, maior pontuador da história da Superliga, que estuda proposta do Japão e do Vôlei Futuro. Também saíram Diogo, que liderou as estatísticas de ataque no torneio nacional e fechou com o Vivo/Minas, e Acácio, destaque da fase final, que assinou com o Sada Cruzeiro. O Pinheiros/Sky, terceiro colocado, renovou com Giba, Gustavo e Rodrigão e ainda trouxe talentos como Maurício (ex-VivoMinas), Polaco (ex-Sada Cruzeiro) e Tuba (ex-Brasil Vôlei).
Já o Sada Cruzeiro, que ficou em quarto lugar na temporada 2009/2010, apostou em uma equipe mais enxuta, mantendo seus centrais, repatriando Léo Mineiro e apostando em Samuel, que está totalmente recuperado das lesões no ombro.
O Vôlei Futuro está investindo em um time de alto nível. Além da proposta irrecusável para Lucão, está praticamente acertado com o levantador Ricardinho. Os jogadores comentam que a negociação já está finalizada, enquanto o time nega qualquer acerto. Além disso, nomes como Lorena, Michael, ex-Brasil Vôlei, e Théo, que atua no Japão, foram sondados pelo time de Araçatuba.
“Decidimos investir porque 2011 é o ano da comemoração de 10 anos do projeto Vôlei Futuro. Estamos em uma crescente, vamos para a disputa da quinta Superliga e queremos ter uma visibilidade maior”, diz Marcela Constantino, diretora do projeto, que quer lutar com os grandes como Osasco, Unilever e Cimed. “Atualmente não dá para se comparar com eles, mas estamos investindo e veremos com o tempo se estamos prontos para isso”.
A equipe já conta com Lucão e Mario Júnior no time masculino e Fabiana, Joycinha e Tandara na equipe feminina. São cotadas também Érika e Carol Gattaz, em fase de negociação. Além dos atletas renomados, o Vôlei Futuro segue incentivando jovens com seus projetos sociais e pretende usar os novos atletas em seus times.
Maurício, levantador bicampeão olímpico e mundial, é o gestor de uma nova equipe em Campinas, com o patrocínio da Medley. Ele está em negociação com Montanaro - ex-presidente do Brasil Vôlei, que fechou na última temporada - para uma associação com o clube de São Bernardo. Com isso, já teria vaga para a próxima Superliga. O elenco ainda está sendo montado, mas jogadores como Thiago Sens (ex-Brasil Vôlei), Gustavão e Dani (ex-Sesi), Wanderson e André Heller (ex-Minas) estão apalavrados com a equipe.

Veja quem sai, quem fica e quem renova com as principais equipes do vôlei masculino
Cimed
Chega: Anderson (Sesi), Jardel (Castellana - ITA), João Paulo Tavares (Panasonic – JAP), Joel (Pinheiros/Sky), Leo Agnoll (ex-Álvares/Vitória)
sai: Thiago Alves (Sesi), Lucão (Vôlei Futuro), Leandro, Mario Jr (Vôlei Futuro)
renova: Bruninho, Éder, Renato, Bob , Ialisson e Thales

Bonsucesso/Montes Claros
Chega: Alberto (ex-Ulbra/São Caetano), Giovanni Chagas (ex-Brasil Vôlei), Rivaldo (ex- Taranto-ITA), Alemão (ex-Santo André), Rodrigo Ribeiro (ex-Ulbra/São Caetano), Fábio Paes (ex-Sesi), Bruno Zanuto (ex-Sada Cruzeiro) e Manius (Halkbank – TUR)
sai: Acácio (Sada Cruzeiro), Diogo (Vivo/Minas), Lorena (Japão ou Vôlei Futuro), Tiago Brendle (Vivo/Minas), Tiago Costa, Guilherme, Israel, Cristóvão, Canhoto, Leozão, Danilo Gelinski
renova: Talmo, Rodriguinho, Thiago Salsa, Breno. Ezinho e Piá ainda estão em negociação

Pinheiros/Sky
Chega: Maurício (Vivo/Minas), William Reffatti (Ulbra/São Caetano), Polaco (Sada Cruzeiro), Tuba (Brasil Vôlei) e Mauro Grasso (Blausiegel/São Caetano)
sai: Rocca, Pablo (Sesi), Kid (aposentadoria), Joel (Cimed)
renova: Gustavo, Giba, Rodrigão e Leo. Espera resposta de Marcelinho, que tem proposta da Argentina

Sada/Cruzeiro
Chega:  William Arjona (ex-Bolivar-ARG), Acácio (ex-Bonsucesso/Montes Claros), Sérginho (ex-Vivo/Minas), Filipe Ferraz (ex-Sesi) e Léo Mineiro (ex-Iskra Odintsovo-RUS)
sai: Bruno Zanuto (Bonsucesso/Montes Claros), Bob (Castellana-ITA), Polaco (Pinheiros/Sky), Sandro (Sesi), Luciano Minossi (Sesi)
renova:  Wallace, Douglas Cordeiro, Renato Felizardo e Samuel Fuchs.
 
Fonte: ig Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário